Preparo: 40 minutos
Tempo de Cozimento: 20 a 30 minutos
Tempo de espera: 18 horas
Rendimento: 5 pessoas

Custo:
Dificuldade:

Eu não sou muito ligada em futebol. Mas chega em Copa do Mundo não tem como não ser mordido pelo bicho torcedor. E nos dias de jogo eu gosto de servir comidinhas verde-amarelas. Pensando nisso, eu bolei essa sobremesa. Tudo bem, antes que o Antonio Nogueira me bata, esse bolo é um híbrido de bolo de rolo com rocambole, pois para ser um bolo de rolo típico ele deveria ter mais camadas e suas camadas deveriam ser mais finas. Mas como é um pouco difícil manusear as massas sem glúten, eu preferi fazer uma versão mais fácil, para que todos consigam fazer. E se você não gostar ou não encontrar o matcha (chá verde em pó) mas quiser manter o bolo verde, é só adicionar um pouco de corante na massa. O resultado fica lindo!

Por Mariana Muniz

INGREDIENTES: CREME

  • 85ml SUCO CONCENTRADO DE MARACUJÁ (eu faço batendo ½ xic de polpa fresca de maracujá com 20 ml de água-coco, meço 85 ml e junto um pouquinho das sementes para decorar, mas você pode usar polpa congelada ou suco concentrado de garrafinha: nesses dois casos não precisa diluir)
  • 2 OVOS
  • 110g AÇÚCAR
  • 50g ÓLEO DE COCO (deixe na geladeira, não pode estar líquido)
  • 50g CREME VEGETAL SEM LEITE (margarina)

INGREDIENTES: BOLO

  • 125g AÇÚCAR
  • 125g FARINHA SEM GLÚTEN (eu uso Aminna)
  • 125g CREME VEGETAL SEM LEITE (margarina)
  • 3 GEMAS
  • 3 CLARAS EM NEVE
  • ¼ col chá GOMA XANTANA
  • 1 col chá MATCHA (chá verde em pó)
  • Raspas de 1 LIMÃO TAHITI
  • AÇÚCAR para polvilhar
  • Raspas de LIMÃO para decorar

MODO DE PREPARO: CREME

  1. Junte o suco de maracujá, os ovos e o açúcar numa panela e leve ao fogo médio em banho-maria. Mexa com um fouet até que a mistura atinja 82 graus.
  2. Retire do fogo e transfira o creme para outro recipiente. Quando a mistura chegar a 50 graus, incorpore o óleo de coco e o creme vegetal aos poucos (1/2 colher de sopa por vez no máximo) no liquidificador ou mixer de imersão. Refrigere por 6 horas (o creme ficará com uma textura de um creme inglês espesso)

MODO DE PREPARO: BOLO

  1. Pré-aqueça o forno a 210 graus.
  2. Umedeça um pano de prato limpo e estenda sobre uma superfície. Polvilhe com açúcar.
  3. Forre uma assadeira com silpat ou deixe a assadeira untada com margarina e enfarinhada com farinha sem glúten.
  4. Bata o creme vegetal com o açúcar até ficar fofo e esbranquiçado (cerca de 3 minutos). Adicione as gemas, uma a uma e continue batendo até ficar bem cremoso (cerca de 2 minutos). Adicione o matcha (ou corante verde) e as raspas de limão. Bata até ficar homogêneo. Junte a farinha e a goma xantana e bata na velocidade mínima apenas o suficiente para incorporar a massa. Acrescente as claras em neve com o auxílio de uma espátula.
  5. Despeje 1/3 da massa na assadeira e espalhe beeeem fino, formando um retângulo. Leve ao forno por cerca de 6-7 min, até que a massa fique firme, mas não deixe corar. Retire do forno, espere uns 5 minutos e desenforme ainda quente sobre o pano de prato. Espalhe uma camada fina do creme de maracujá e enrole com cuidado, com a ajuda do pano de prato, a partir da maior parte do retângulo. Reserve. Asse o segundo bolo da mesma forma. Desenforme, espalhe o creme e agora ponha o primeiro bolo enrolado dentro do segundo bolo e enrole essa segunda massa por cima do primeiro rocambole. Repita o mesmo processo com o terceiro bolo. Enrole em filme plástico, bem apertado, e leve à geladeira por 12 horas para firmar.
  6. Decore com raspas de limão e sirva com o creme de maracujá.

DICA: o matcha é um chá verde mais puro, em pó, e se acha em lojas de produtos orientais (eu comprei no mercado Marukai, na Liberdade).

Como o chá tem um gosto pronunciado, se você quiser deixar a massa mais verde, adicione um corante, pois se adicionar muito matcha sua massa poderá ficar um pouco amarga. Essa medida da receita junto com as raspas de limão dão um gosto “refrescante” bem interessante à massa.